Samuel L. Jackson vira samurai negro em animê milionário

Estreou neste mês na TV americana um dos mais ambiciosos animês já realizados. Estrelado e produzido pelo ator Samuel L. Jackson, de “Pulp fiction”, cada um dos cinco episódios de “Afro Samurai” custou US$ 1 milhão. A série é idealizada por um ex-executivo da MTV, Eric Calderon, e levou 15 anos para sair do papel.

Veja um trailer de “Afro Samurai”

Baseado no mangá de luxo criado por Takashi Okazaki, o desenho mostra a história do segundo Afro Samurai (na voz de Jackson). Logo no começo da trama, seu pai é morto pelo vilão Justice, dublado por Ron Pearlman, o ator principal de “Hellboy”. Com a morte do primeiro Afro Samurai, Justice se torna o lutador número 1 do mundo.

Órfão, Afro Samurai é acolhido pela bela Okiku (Kelly Hu, de “X-men 2”) e cresce em uma escola secreta onde se torna uma mestre na luta com espadas. Seu objetivo é matar Justice para se vingar da morte de seu pai.

Caladão, Afro ganha a companhia do galhofeiro Ninja Ninja – também dublado por Samuel L. Jackson – que faz de tudo para fugir das lutas e não pára de falar. Politicamente incorretíssimo, o animê mostra os personagens fumando a todo momento um cigarrinho suspeito e falando numa linguagem típica do gueto.

O investimento de US$ 1 milhão por episódio fica evidente pela qualidade dos desenhos, acima dos animês voltados para o público infantil. Ambientado em um estiloso Japão “feudal-futurístico”, com um visual à la Todd McFarlane (“Spawn”), ainda conta com a trilha sonora de RZA (pronuncia-se “Riza”), MC do Wu Tang Clan.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: