ETIQUETA JAPONESA

1- EM CASA
Chinelos e sapatos

Ao entrar em uma casa japonesa, deve-se tirar os sapatos na entrada (genkan) e calçar os chinelos próprios para serem usados dentro de casa (suripa). Ao se entrar em um cômodo coberto com tatamis ( forração de palha prensada coberta com uma esteira de palha de arroz), se tira os chinelos e deixa-os no corredor.

Quartos

Para dormir, as pessoas usam edredons (futon), colocados no chão do cômodo que pode ser usado como sala ou quarto. De manhã, são recolhidos, dobrados e colocados no armário.

Sala de jantar ou sala de estar

Geralmente é usada uma mesa baixa, com almofadas (zabuton) para se sentar, de joelhos, mas poderá esticar as pernas também, embaixo da mesa. Hoje já são bem usadas mesas e cadeiras no estilo ocidental, particularmente nas cidades maiores.

Banheiro

Na maior parte das casas a área sanitária é separada da área de banho. Na área sanitária encontram-se muitas vêzes, principalmente nos prédios mais antigos, bacias turcas (sanitário para uso agachado) ao invés de vasos sanitários. A área de banho geralmente tem uma banheira japonesa para banhos quentes de imersão chamadas de ofurô, além de um chuveiro com ducha.

Deve-se lavar o corpo antes de se entrar na banheira, pois a mesma somente tem a finalidade de banho de imersão para relaxamento, pois a água não é trocada cada vez que é utilizada, sendo usada pela próxima pessoa a se banhar .

2- NA MESA

Ao início da refeição, se diz “itadakimasu”(equivalente ao nosso “bom apetite”) e ao terminar dizem “gochiso sama” (equivalente ao nosso “estou satisfeito”).

Normalmente não se usa talheres ocidentais, preferindo-se os pauzinhos (ohashi). A tigela de arroz é colocada à esquerda e a de sopa à direita do comensal. Os ohashi são colocados em frente a elas, na horizontal.

Deve-se segurar o ohashi com a mão direita. Como se come segurando as tijelas de arroz ou sopa, se usa a mão esquerda para esta finalidade. É costume beber a sopa diretamente da tigela auxiliando com o ohashi para comer as partes sólidas da mesma.
Para pratos coletivos, haverá talheres ou ohashi para cada prato.

Em pausas, deverá se deixar o ohashi em cima da tigela na horizontal ou sobre okibashi (descanso de hashi). Não se deve deixá-los cruzados ou espetados.

Diferentemente dos ocidentais, os japoneses quando tomam sopa, costumam fazer ruídos de sucção, como demonstração de polidez à mesa.

Em restaurantes, antes de se servir, é oferecido um oshibori (toalhinha úmida quente para limpar as mãos). É falta de polidez limpar outras partes além da mão como o rosto ou o pescoço.

3- CUMPRIMENTOS E SAUDAÇÕES

O cumprimento é feito através de uma reverência, o grau de inclinação depende da situação do momento e do grau de relação entre as pessoas envolvidas. Os superiores socialmente se inclinam menos que os inferiores. A relação de superioridade/inferioridade depende também de situações onde se possa estar inferiorizado momentaneamente (por exemplo: pedindo desculpas).

4-FRASES USUAIS

BOM DIA OHAYO GOZAIMASSU
BOA TARDE KON NICHI WA
BOA NOITE KONBAN WA
BOA NOITE (AO DESPEDIR-SE) OYA ASSUMINASSAI
OBRIGADO ARIGATO, DOMO
MUITO OBRIGADO DOMO ARIGATO
MUITÍSSIMO OBRIGADO DOMO ARIGATO GOZAIMASHITA
DE NADA (IEE) DOO ITASHIMASHITE
COM LICENÇA (AO CHAMAR ALGUÉM, PEDINDO PASSAGEM) SUMIMASSEN
COM LICENÇA (AO INTERROMPER) (CHOTTO) GOMEN KUDASSAI
COM LICENÇA (AO ENTRAR, SAIR) SHITSUREI SHIMASU
DESCULPE-ME (POR CAUSAR TRANSTÔRNO, DANO ETC…) GOMEN NASSAI
COMO VAI? DOO DESSU KA
COMO TEM PASSADO? GOKIGEN IKAGA DESSU KA
ESTOU BEM, OBRIGADO GENKI DESSU ARIGATO
PRAZER EM CONHECÊ-LO HAJIMEMASHITE
PARABÉNS OMEDETO GOZAIMASSU
JÁ VOU (AO DESPEDIR-SE) ITTE KIMASSU
VÁ BEM (RESPOSTA PARA QUEM SE DESPEDE) ITTE IRASHAI
CHEGUEI! TADAIMA!
BEM VINDO EM CASA! OKAERI NASSAI
BOA VIAGEM GOKIGEN YO SAYONARA
ATÉ JÁ DEWA MATA
ATÉ LOGO SAYONARA, BAI BAI
SEJA BEM VINDO IRASHAIMASSE
ENTRE OHAIRI NASSAI
SENTE-SE OKAGUE NASSAI


5-FORMAS DE TRATAMENTO

Ao se dirigir a alguém, deve-se chamá-lo pelo sobrenome, seguido de “san”. Somente se usa chamar alguem pelo nome sem o sufixo san nas relações familiares entre irmãos ou amigos íntimos.
Na empresa, quando se trata de superiores, deve-se chamá-lo pelo cargo seguido so sufixo “sama”(sr/sra. honorífico. Exemplo : Sr. Presidente = shatyô-sama. A própria linguagem é diferente quando se dirige a pessoas de nível social inferior ou crianças, mudando-se termos de tratamento, verbos e palavras em geral. Em situações em que se encontramos em situação inferiorizada, perante professores, autoridades, ou pessoas de hierarquia superior usamos o modo honorífico, em situações em que o falante tem uma posição de pedido ou súplica, se usa a forma de modéstia. Estes modos de falar e seus termos podem ser encontrados em livros manuais para estrangeiros, mas a proficiência no uso depende da prática local.

6-DAR PRESENTES / omiage

O sistema de dar presentes no Japão é talvez um dos mais intrincados e difíceis do mundo. Existe uma inteira etiqueta sobre como dar presentes, de que tipo, quando, para quem, o mais apropriado em cada ocasião, quanto deveria custar, forma de embrulhar e em quais circustancias os presentes devem ser dados.
Quando se agradece alguem por um convite, retribui-se uma visita e após se fazer uma longa viagem, é comum se dar bolos, biscoitos, frutas etc… embaladas em bonitos papeis. Entretanto quando visitar o escritório de um cliente, possível parceiro de negócios ou mesmo escritórios governamentais o “omiage”deverá ser um pouco mais caro como xícaras ou bandejas laqueadas.
Quando se vem de uma viagem de país estrangeiro se deve trazer pequenos presentes (baratos) típicos do país de procedencia como CD’s, souvenirs etc… embrulhados em papéis locais.
Quando se viaja longas distancias é comum sócios e amigos darem dinheiro e quando se volta se traz presentes típicos do local visitado para todos.
Dar presentes em forma de dineiro é uma prática comum no Japão em caso de casamentos, funerais e graduações escolares.
Hoje em dia muitos japoneses adotaram a prática ocidental de dar presentes em aniversários, Natal e flores e bombons no Valentine’s Day (dia dos namorados).
Quando se presenteia ou se recebe presentes é polido utilizar-se as duas mãos e inclinar-se respeitosamente na troca dos mesmos.

7-CARTÕES DE VISITA

A troca de cartões de visitas no Japão costuma ser mais cerimoniosa que no Ocidente. Os cartões de visita geralmente são impressos com nome da empresa, cargo, nome, endereço e telefone, em japonês na parte frontal e em caracteres latinos (Romaji) na parte traseira.

O meishi informa a posição, status e grupo hierárquico da pessoa dentro da empresa, desempenhando um papel importantíssimo numa sociedade onde o grau hierárquico é muito importante.

Num encontro de negócios é imprescindível possuir o meishi, pois ér considerado falta de etiqueta e rude não possuí-lo.

Entrega-se e recebe-se o meishi com as duas mãos. Não deve se dobrar nem escrever no cartão e é de bom uso possuir um “meishi-ire”(porta cartão). Se não possuí-lo, guarde o cartão no bolso interno do paletó ou em sua carteira.

A etiqueta manda que se leia atentamente o nome da pessoa no cartão, em voz baixa de preferência, com o intuito de memorizar o nome, posição e empresa da pessoa. O esquecimento do nome da pessoa durante a conversa é demonstração de rudeza e de que se deu pouca importância ao dono do cartão.

8-CARIMBO OU SELO PESSOAL

Os japoneses possuem normalmente dois ou três tipos de3 carimbo pessoal (chancelas) chamados de inkan ou hankô, os quais tem a mesma validade legal da assinatura. O principal é chamado jitsu-in, é registrado na prefeitura e é utilizado para timbrar documentos legais ou contratos. Nos documentos importantes ou bancários se carimba sobre o próprio nome. A marca do jitsu-in ou chancela tem valor legal como assinatura. Este carimbo é personalizado e é confeccionado sob encomenda em locais próprios segundo determinados padrões.

O carimbo comum, mitome-in também chamado sanmon-ban, é usado no trabalho ou em casa para aprovar memorandos e outros documentos. Pode ser comprado em qualquer papelaria.

CAMPANHA FAÇA UM OTAKU FELIZ DEIXE SEU COMENTÁRIO.

Uma resposta para ETIQUETA JAPONESA

  1. CASANDRA disse:

    COMO MÃE DE UM OTAKU PASSEI A CONHECER UM POUCO DO UNIVERSO, QUE ME DEIXA BASTANTE FELIZ É O FATO, QUE AS VEZES A ¨MIDIA MARROM CAUSA PANICO PRINCIPALMENTE OS PAIS, DESCOBRI QUE DEPOIS QUE MEU FILHO BUSCOU ESTA AREA, pelo menos esta refinando A SUA LINGUAGEM, NÃO SÓ em relação AS MATÉRIAS, MAS COMO PESSOA SE REFINOU E APRENDEU A LAPIDAR OS VALORES QUE LHE SÃO APRESENTADOS, NÃO QUE ELE NAO TINHA APENAS NÃO HAVIA TOTALMENTE FLORESCIDO

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: