JORNADA PELO ACESSO

jonatas

Sei que isto não tem nada haver com a temática do blog, porém como deficiente não podia deixar isto passar desapercebido, essa maravilhosa História.

“FAÇA RAMPAS, ABRA PORTAS”

É a mensagem que Jônatas ( 39 anos ) deseja passar durante sua jornada. Usuário de cadeira de rodas há 14 anos, comprou e adaptou uma sprinter com elevador e controles manuais, para percorrer as estradas brasileiras. Jônatas luta pela visibilidade para as pessoas que usam cadeiras de rodas e vivem sem acesso a grande porcentagem dos estabelecimentos.

Acompanhe o dia-a-dia dessa incrível aventura no blog Jornada Pelo Acesso

 

CAMPANHA FAÇA UM OTAKU FELIZ DEIXE SEU COMENTÁRIO.

5 respostas para JORNADA PELO ACESSO

  1. Fabiano Alves disse:

    Capucena:
    Tira essa tag de polêmica. ‘-‘ Isso que o Jônatas tá querendo não é mais que o direito dele, que por sinal é sumariamente negado.
    O que me chateia é que não é só ele. Ande pela rua e vê quando vias são adaptadas pra deficientes.
    E os Shoppings? E as Igrejas? E as Escolas?
    Ser deficiente no Brasil é viver em off enquanto os “normais” vão e vem.
    É ver uma ( desculpe a má palavra ) puta injustiça acontecendo todo dia.
    Isso tem que mudar.
    Espero que o Jônatas tenha sucesso no intento dele.
    Valeu pelo off-topic aqui no Blog. Falar só de mangá / anime é chato pra mim.
    Obrigado. =)

  2. capucena disse:

    Fabiano:

    Eu coloquei aquele post na tag “polêmica” devido ao enorme preconceito que nois os deficientes sofremos. Sou deficiente auditivo, e quando o tema “Preconceito” é abordado, acaba gerando um polêmica ridicula ( que muitas vezes me fez sair na porrada, ou fazer um B.O.).. Ou seja um deficiente entende melhor outro deficiente do que qualquer pessoa.

  3. Fabiano Alves disse:

    Procede, mas não seria o caso de nos aproximarmos pelas nossas semelhanças ao invés de acentuarmos as diferenças? o.O Vê bem, tu não ouve bem, mas digita, e podemos travar contato assim.
    Falta tato nas pessoas. É lugar comum achar que deficiente é menos capaz.
    Balela.
    Deficiente é tão bom quanto qualquer um.
    Taí o Parapan que não me deixa mentir!
    http://www.rio2007.org.br/data/pages/8A488A8F12D856280112D8577790023F.htm
    O foda cara é convencer o povão disso.
    Mas…chegaremos lá! =)
    Valeu.

  4. Oi, Bigo! Tô retribuindo a visitinha! Obrigada e seja sempre bem-vindo no nosso espaço, viu?
    Sobre o post: a gente tem que passar esse tipo de informação pra frente mesmo, né? É mostrar respeito ao cadeirante e forçar para que uma inclusão social desses cidadãos ocorra mais rapidamente. Trabalhei com um cliente – sou publicitária – que fabrica aqui em BH rampas de acesso para cadeirantes e ‘placas identificadoras’ para deficientes visuais. Passamos um projeto para a Prefeitura que deve começar a ser implementado no ano que vem. Yeah! Uma pena que saí da agência e não vou ver o desfecho do meu trabalho… Espero que tudo melhore cada vez mais!
    Bjos!

  5. marco centini disse:

    acho que a deficiência do ser humano é espiritual, as escolas têm toda a oportunidade de abordar diariamente as questões de respeito, acessibilidade, etc, mas não usam este espaço tão precioso.As prefeituras aprovam projetos residenciais e comerciais com portas de cozinha, a.serv. e banheiro com 72 cm, alheias a necessidade do cadeirante, os órgão públicos e privados, em sua maioria possuem degraus em suas entradas e saídas, a maioria das esquinas não possuem rampas de acesso para cadeirantes e quando tem, um ou outro palhaço ou desatento estaciona seu veículo bem em frente, e por aí vai.Não sou cadeirante, mas sou sensível às suas necessidades básicas e luto diariamente como cidadão para que se mude de alguma forma e efetivamente a mentalidade pequena do ser humano atual. As vêzes me pergunto, por que Deus faz gente nascer na suécia e ao mesmo tempo na Etiópia, por que o Brasil e os brasileiros preferem transformar seu país numa Etiópia e não numa Suécia, no sentido do progresso, não financeiro, mas no avanço da humanidade, no sentido qualidade de vida para todos.Oro e luto por isso diariamente, mesmo que incomode as pessoas mais acomodadas, não me considero perfeito, estou muito longe disso, mas é meu dever de cidadão e acima de tudo um dever cristão.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: